Com sede em Porto Alegre desde 2008, a companhia Incomode-te desenvolve, com singularidade, espetáculos centrados no trabalho ator, sem deixar de evidenciar uma plástica reconhecível em todo seu repertório. Ousar por caminhos diversos e desconhecidos mantém o trabalho da cia contínuo, buscando o cruzamento com diversas áreas artísticas.

HISTÓRIA

 O GORDO E O MAGRO VÃO PARA O CÉU

Goma9129kiranfoto08_edited.jpg

O primeiro espetáculo O GORDO E O MAGRO VÃO PARA O CÉU recebeu o Prêmio FUNARTE de Teatro Myriam Muniz 2008, tendo 5 indicações ao Prêmio Açorianos de Teatro 2008 (melhor direção para Liane Venturella e Nelson Diniz, melhor ator, para Heinz Limaverde, melhor iluminação, melhor trilha sonora, vencendo a categoria de melhor ator). O GORDO E O MAGRO VÃO PARA O CÉU participou de diversos festivais, entre eles:  Palco Giratório SESC POA, Janeiro de Grandes Espetáculos 2009, Festival Latino-Americano da Bahia 2010, Porto Alegre em Cena 2010, Caxias em Cena 2010, Janeiro de Grandes Comedias de São José do Rio Preto 2011, Palco Giratório Nacional SESC 2011 e Circuito Cultural Paulista.
 

Heinz Limaverde (personagem o Gordo) e Carlos Ramiro Fensterseifer (personagem o Magro) em O Gordo e o Magro vão para o Céu (2008). Foto: Kiran.

DENTROFORA

DEBTROFORA recebeu o prêmio Fumproarte 2009, foi indicado ao Prêmio Açorianos de Teatro no mesmo ano em 8 categorias (melhor espetáculo, direção, melhor ator, melhor atriz, iluminação, trilha sonora, figurino, cenário, vencendo as categorias de melhor ator e cenário). Vencedor do Prêmio Braskem do Porto Alegre em Cena, Festival Internacional de Porto Alegre como Melhor Espetáculo e Melhor Direção 2010. Realizou Palco Giratório SESC Nacional em 2011. Participou do projeto Cena Gaúcha 2012, realizando apresentações em Goiânia e Brasília. Em março de 2012, foi convidado pela FUNARTE a realizar apresentações no Teatro Dulcina dentro do PROJETO MAMBEMBÃO 2012. Selecionado para realizar temporada durante o mês de outubro de 2012 no SESC Consolação e, em março de 2014, no Teatro CIT-ECUM, ambos em São Paulo. Foi eleito pela revista Veja como um dos 10 melhores espetáculos em cartaz na cidade de São Paulo. Convidado para integrar a programação da Virada Cultural 2015 da Prefeitura Municipal de São Paulo, com apresentação no SESC Ipiranga em junho de 2015. Em 2016, foi realizada uma parceira entre a Incomode-te e a Cida Cultural Produções Artísticas resultando em uma temporada de seu espetáculo DENTROFORA em Natal e João Pessoa.

Liane Venturella (a Mulher) e Nelson Diniz (o Homem) no espetáculo DentroFora - Foto: Alex Ramirez.

A VIDA DELE

A VIDA DELE recebeu o Prêmio FUNARTE de Teatro Myriam Muniz 2013, estreou no dia 26 de julho de 2014 no Theatro São Pedro em Porto Alegre, com casa lotada, seguindo para uma temporada no Teatro Renascença no mês de agosto. O espetáculo recebeu 9 indicações ao Prêmio Açorianos de Teatro 2014, da cidade de Porto Alegre, (melhor espetáculo, ator, atriz, ator coadjuvante, trilha, iluminação, figurino e produção), ganhando o de melhor espetáculo pelo Júri Popular.

Foi selecionado para a 30ª Bienal de Teatro em Campo Grande, Mostra de Teatro do SESC Passo Fundo. Em 2015, A VIDA DELE participou do festival Janeiro Brasileiro da Comédia em São José do Rio Preto, de uma turnê pelos SESCs das cidades do interior do RS: Santa Rosa, Santa Maria, Camaquã e Canoas, e integrou a programação do Palco Giratório SESC Regional, em Porto Alegre.

Pelo espetáculo A Vida Dele, Cláudia De Bem, iluminadora da companhia, recebeu o convite para participar como uma das artistas da equipe de Representação Brasileira para a seção dos países e regiões da Quadrienal de Praga: Espaço e Design da Performance de 2015, em junho.

Participamos do IV Festival Brasileiro de Teatro Toni Cunha em Itajaí-SC, em agosto; do 22º Porto Alegre em Cena – Festival Internacional de Artes Cênicas, indicados ao Prêmio Braskem 2015 de melhor espetáculo, melhor direção, melhor ator, melhor atriz e prêmio destaque, ganhador da última categoria ; e do Pau Brasil – Festival do Teatro Nacional, em Ouro Branco.

AVID-16.jpg

Nelson Diniz (personagem Preto), Liane Venturella (personagem Verde), Carlos Ramiro Fensterseifer (personagem Azul) no espetáculo A Vida Dele (2014), direção de Ramiro Silveira. Foto: Cláudio Etges.

MOVIMENTOS SOBRE RODAS PARADAS

MOVIMENTOS SOBRE RODAS PARADAS recebeu o Prêmio FUNARTE de Teatro Myriam Muniz 2015. O espetáculo fez temporadas no estacionamento do Teatro de Câmara Túlio Piva e recebeu 7 indicações ao Prêmio Açorianos de Teatro 2016 (melhor espetáculo, direção, atriz, figurino, cenografia, dramaturgia e produção). Movimentos sobre rodas paradas fez parte da programação do 24º Porto Alegre em Cena, em setembro de 2017 e foi selecionada para o Festival Palco Giratório SESC Regional de Porto Alegre 2020.

06 Movimentos foto Leco Petersen.png

Fábio Cuelli, Nelson Diniz, Alvaro RosaCosta, e Liane Venturella. Foto: Cláudio Etges.

 O GORDO, O MAGRO E O MURO

imgReginaPeduzziProtskof_8889.jpg

Em 2018, a companhia estreia

O GORDO, O MAGRO E O MURO

comemorando seus 10 anos.

Dentro da programação de aniversário, a Cia Incomode-te, além do espetáculo novo, apresenta todo o seu repertório  em agosto, no Theatro São Pedro de Porto Alegre

e na mostra Novembro das Artes, projeto realizado no

Centro Municipal da Cultura de Porto Alegre.

Carlos Ramiro Fensterseifer (personagem o Magro) e Fábio Cuelli (personagem o Gordo) no espetáculo O Gordo, o Magro e o Muro (2018). Foto: Regina Peduzzi Protskof.

PALÁCIO DO FIM

Carlos Ramiro Fensterseifer

_______________

 

Ator, diretor de teatro, figurinista e produtor

Parceria entre a Incomode-te e a Primeira Fila Produções, PALÁCIO DO FIM marca os 12 anos da Cia. Com estreia em março na Galeria La Photo, a montagem do premiado texto da dramaturga canadense Judith Thompson, o espetáculo cumpriu uma temporada curta, já que no mesmo mês foi decretado o fechamento de todos os espaços públicos para espetáculos, em razão do agravamento da situação de controle da proliferação do novo Coronavírus. 

Enquanto aguarda a retomada presencial, o espetáculo Palácio do Fim, no início de 2021, estreia de forma virtual, com direção de vídeo do cineasta Boca Migotto e edição de Juan Quintáns, dentro das comemorações de aniversário dos 12 anos da cia no projeto financiado pela Lei Aldir Blanc, 14.017/2020, com verba de bilheteria revertida para a Casa do Artista Riograndense. Em junho de 2021 foi curado para apresentações virtuais dentro da programação de aniversário de 163 anos do Theatro São Pedro.

Liane Venturella (personagem Nehrjas), Fabiane Severo (personagem Lynndie - participação especial) e Nelson Diniz (personagem David Kelly) no espetáculo Palácio do Fim.  Foto: Regina Peduzzi Protskof.

EDIFÍCIO CRISTAL

Contemplado no projeto financiado pela Lei Aldir Blanc, 14.017/2020 IncomodeTe 12 anos de Diversidade Artística, a Cia. buscou um caminho próprio repleto de criatividade para reproduzir a vida e suas emoções, em pouco espaço, durante a crise sanitária do novo coronavírus. Assim nasceu Edifício Cristal, uma instalação em forma de cristaleira com 5 andares e 11 nichos, no qual cada andar apresenta dois nichos que foram cenografados com material reciclado e simulando apartamentos em miniatura feitos com material reciclado. Diferente de uma cristaleira habitual, com objetos de porcelana, cristal e vidro, Edifício Cristal recria a primeira fase da pandemia através de 11 crônicas com fragmentos da vida de 10 famílias deste prédio. Enquanto o público escuta a história, a iluminação do apartamento, criada por Ricardo Vivian, foi concebida de forma a ir acompanhando a narrativa com uma dramaturgia paralela, fazendo a luz dirigir o olhar do espectador.

 

 

É um verdadeiro espelho do nosso cotidiano, exatamente como um condomínio. Cada apartamento tem um número e, para escutar o que se passa lá dentro, basta apenas colocar os fones de ouvido, escolher a unidade, apertar um botão e acompanhar a locução que acontece paralelamente a automação de iluminação programada para o apartamento escolhido, nas vozes dos artistas Carlos Ramiro Fensterseifer, Liane Venturella, Letícia Vieira e Nelson Diniz. 

 

Uma experiência visual, sonora e aberta à imaginação do público. É que os episódios não são ilustrados por bonecos ou vídeos. A partir da narração do elenco, da trilha sonora, da iluminação e da cenografia criada para cada ambiente, o espectador será convidado a embarcar em uma viagem na qual terá o desafio delinear os protagonistas na sua própria mente: um síndico transtornado, o último inquilino do imóvel que está para alugar, a filha que precisou isolar-se para cuidar da mãe, a senhora que não consegue parar em casa, o casal que adotou duas crianças, um escritor famoso enfrentando a solidão em um moderno duplex, entre outros. 

DERROTA

Derrota é a primeira montagem brasileira para o monólogo homônimo do dramaturgo grego Dimitris Dimitriádis e marca a corealização entre Projeto Gompa e Cia. Incomode-Te. Concebido e realizado, sem financiamento, durante a longa temporada de teatros fechados, o espetáculo é um desafio e, ao mesmo tempo, um grande estímulo para a equipe. Primeiro espetáculo concebido especificamente para a linguagem virtual.

Derrota nasceu após a atriz e a diretora terem interrompido temporadas em função das restrições impostas pela crise sanitária gerada pelo novo corona vírus. Em março de 2020, Liane recém havia estreado Palácio do Fim, de Judith Thompson, e Camilia, Olga, do Projeto Gompa. Após meses sem poder dar continuidade aos seus projetos e estudando novas possibilidades, Derrota surge como a busca de um caminho de criação para novos experimentos cênicos. Estreia em maio de 2021 em temporada na web, sendo selecionado pelo departamento de cultura da PUC RS para apresentação seguida de debate.

Para 2022, a Cia Incomode-te prepara uma nova montagem.

Em breve, novidades!

Seguimos e resistimos!

#arteparatodes

#ciaincomodete

.
.

press to zoom
.
.

press to zoom
.
.

press to zoom
.
.

press to zoom
1/11